• gestao868

Comunicação interna X Endomarketing: entenda a diferença

Dentro de uma empresa é comum encontrar diferentes setores, com profissionais em diferentes níveis trabalhando em um objetivo comum. Dessa situação onde muitos têm o mesmo foco mas nem sempre sabem o porquê, as empresas se organizaram para usar a comunicação entre o público interno.

Usar a comunicação é essencial para melhorar o ambiente organizacional, aumentando o engajamento e a colaboração de equipes, diminuir a rotatividade de funcionários e o absenteísmo, aumentar a motivação e por aí vai.

A partir dessas ideias, surgem dois conceitos de grande utilidade aplicados por empresas: o endomarketing e a comunicação interna. É comum confundir os dois termos, mas é importante conhecê-los e saber a diferença, já que cada um demanda um tipo de conhecimento e técnicas específicas.

Em comum, os dois podem ser aplicados independentemente do tamanho de uma empresa, adaptando alguns pontos para atingir as necessidades da companhia. Conheça mais sobre essas estratégias e suas diferenças nos próximos tópicos.

O que é endomarketing?

O termo endomarketing é originário de 1990, quando especialistas de marketing e comunicação corporativa notaram a importância de considerar a parte “invisível” do marketing: o cliente interno. Por isso, também é conhecido por marketing interno ou marketing institucional.

Nesse conjunto de estratégias, o cliente interno (colaboradores e fornecedores) é tratado como qualquer cliente, e assim a comunicação é feita para convencê-los a “vestir a camisa” da empresa. A nível de comparação, o marketing tradicional trabalha com o convencimento sobre a necessidade de comprar um produto ou serviço.

Algumas estratégias usadas no endomarketing são os eventos, campanhas, palestras e treinamentos. Entenda a agora o conceito e usos da comunicação interna, antes de detalhar a diferença entre os dois.

O que é comunicação interna?

É o conjunto de estratégias dentro da comunicação organizacional (ou corporativa) com o objetivo de informar o público interno. Na comunicação interna, a linguagem se aproxima do jornalismo, usando jornais, murais, revistas, intranet e outras mídias mais tradicionais. É importante para integrar os setores e divulgar novidades.

Já é aplicada há um bom tempo, a ponto em que hoje em dia muitas empresas grandes têm setores específicos para isso. Assim, surge a necessidade de contratar jornalistas, fotógrafos e diagramadores para tocar a produção, que pode ainda estar incluída dentro do RH.

Não é inferior nem superior ao endomarketing, de forma que ambos se complementam. Veja as diferenças a seguir.

A diferença entre endomarketing e comunicação interna

Vale reforçar o objetivo de cada estratégia. Enquanto o endomarketing trabalha pelo convencimento e engajamento, comunicação interna faz a divulgação de informações e deixa o leitor (público interno) se convencer sozinho.

Ambos pedem um planejamento e o envolvimento de profissionais de comunicação, que podem ser contratados efetivamente ou por agência. Outro ponto em comum às duas estratégias é o objetivo de evitar ou diminuir crises causadas pela falta de informação.

O endomarketing, muitas vezes, oferecerá algo em troca pelo tempo e envolvimento dos funcionários: brindes, bônus e outras recompensas. A comunicação interna deve se preocupar com a individualidade de cada setor e ainda assim divulgar seus resultados, alinhando toda a empresa sobre o desenvolvimento rumo ao objetivo maior.

Agora que você sabe a diferença entre comunicação interna e endomarketing, saiba como fazer uma campanha para engajar e motivar equipes.

#comunicaçãointerna #endomarketing #oqueécomunicaçãointerna #oqueéendomarketing

3 visualizações

© MR Brindes. 1988, 2020. Todos os direitos reservados.