• gestao868

Os melhores materiais e acabamentos para correntes de metal



Gargantilhas, colares, pulseiras, bolsas e acabamentos de roupas, entre uma infinidade de itens de moda: as correntes de metal são acessórios versáteis que agradam públicos masculino e feminino de diversas idades.

O metal, por si só, é um material que consegue transmitir delicadeza, modernidade, dureza e outras características a uma peça, dependendo da forma com que é moldado, banhado ou mesmo agregado a outros elementos.

Tratando-se da correntaria, as possibilidades também se ampliam e ajudam a agregar valor ao produto. A seguir, conheça os melhores materiais e acabamentos para correntes de metal e descubra quais usos podem ser destinados.

Materiais

Metais nobres – como o próprio nome já diz, metais como ouro, prata e platina são utilizados para fabricação de joias e semijoias. O que diferencia ambas é a liga de metais utilizados: nas joias, os metais conhecidos como nobres estão em maior concentração. As semijoias, por sua vez, geralmente possuem apenas o acabamento em metais nobres em banho ou folheamento.

Aço – comum em bijuterias, o aço é um metal não precioso que apresenta durabilidade e resistência ideal para fabricação de correntes de bijuteria. O aço inox, muito comum em gargantilhas, possui em sua composição cromo e níquel e confere maior brilho e resistência a corrosão nesse tipo de acessório.

Acabamentos

Banho – o banho de correntes de metal é um tipo de acabamento que confere à peça cor, brilho e resistência. Nesse processo, conhecido como galvanoplastia, a corrente recebe um banho em camadas de um tipo de metal (como o ouro ou ródio em semijoias) que torna a peça mais resistente e com brilho intenso.

Folheamento – outro tipo de acabamento para correntes de metal é o folheamento ou chapeamento (galvanização) no qual um folha metálica fina é prensada sobre a peça plana. Apesar de popular, esse processo tem se tornado obsoleto.

Textura – é possível criar, ainda, texturas diferenciadas nos elos das correntes com efeitos como craquelado, granulação ou mesmo cravejadas de pedrarias.

Pingentes – além da corrente em si, gargantilhas, colares e pulseiras, de joias ou bijuterias, podem contar com pingentes metálicos ou de outros materiais como resina,  madeira, pedras preciosas e afins. O mais legal dos pingentes é que eles são removíveis, e assim podem ser combinados nas peças de acordo com o gosto do consumidor.

Malha da corrente

Correntes são formadas por elos (argolas) unidos entre si, formando o que se chama de malha, e esta é uma das possibilidades de personalização, já que o metal é um material que possui a vantagem de ser maleável, ou seja, pode ser moldado de diversas formas.

Existem muitos tipos de combinação para formação dos elos, além da espessura e maneiras de uní-los.

A malha Grumet é uma das mais populares, com elos longos e pouco achatados; a malha Americana possui elos mais delicados e ovais; a Piastrine ou malha fígaro é formada por três elos menores ligados a um maior; e ainda o tipo de malha corda, na qual os elos aparentam estar mais unidos.

Você viu até aqui alguns dos melhores materiais e acabamentos para correntes de metal e, agora, pode escolher os mais adequados para seu produto. Precisa de correntaria? Aproveite e conheça nossas dicas para selecionar fornecedores em confecção de moda.



#acabamento #correntesdemetal #melhoresmateriais

0 visualização

© MR Brindes. 1988, 2020. Todos os direitos reservados.